Persevere, a honra virá!

“…E, se alguém me servir, o Pai o honrará” (João 12.26).

Vez ou outra ficamos sabendo de cristãos perseguidos e até mortos, de pessoas que abandonam suas crenças para seguirem a Jesus Cristo, outras ainda, que num momento difícil da vida, continuam a crer no Evangelho. São pessoas que vivem situações complicadas e que mesmo assim, continuam a caminhada com o Senhor. Creio que isso é um autêntico testemunho de fé, porque ir a igreja livremente, falar de Jesus a todos, andar com a Bíblia nas mãos, ir aos cultos tranquilamente, tudo isso é um privilégio. Como é bom ir aos domingos na igreja, louvar, cantar, emocionar-se e voltar reabastecida para a semana que se inicia, não é mesmo?

Mas e quando as adversidades chegam, quando as coisas não acontecem como imaginávamos, quando somos afrontados por pessoas não cristãs, quando somos ridicularizados por conta da nossa fé?

Quando eu e minha mãe nos convertemos verdadeiramente a Jesus, pessoas da minha convivência e família não aceitaram. Lembro-me da minha mãe chorosa em casa porque a minha avó materna não aceitava a filha “crente”. Minha mãe, por mais que explicasse a ela que continuaria do mesmo jeito, apenas buscando mais intimidade com Jesus e que aquilo iria apenas acrescentar e não criar problemas, não conseguia convencê-la do contrário. Foi necessário um tempo para a minha avó contemplar a mudança de postura em algumas atitudes da filha. Ela observou algo positivo e que tudo caminhava exatamente igual, tanto na nossa casa, como fora dela. Porém, tinha algo muito melhor que nem a minha avó conseguia explicar. E com o passar dos anos, minha avó nunca mais reclamou, ao contrário, comprou até um Bíblia evangélica. Achamos aquilo uma atitude maravilhosa, um sinal de “ok, eu aceito e quero entender um pouco da sua crença”. Mas sei, que em muitos outros lares, a compreensão não é dessa maneira. E também na roda de amigos, alguns se afastam. Eu vivi isso.

Se isso acontecesse com você, como seria a sua postura diante da sua família? Você a enfrentaria? A palavra afronta significa vergonha e humilhação e muitas pessoas, que deveriam ser honradas, estão, ultimamente, sendo afrontadas. Mas querida, é promessa de Deus, que se honrarmos a Ele, não devemos temer desonra. O Pai sempre honrará, pode passar o tempo que for. As pessoas vão te olhar e dizer: “Eu quero conhecer esse Jesus que você tanto fala e que um dia eu desprezei”.

Isso já aconteceu comigo, com a minha mãe. Fomos afrontadas, mas continuamos nossa caminhada com Jesus e hoje colhemos os frutos. Nada se compara ao agir de Deus na nossa vida, e principalmente, quando sentimos a força do Espirito Santo. Portanto, se existem rumores de que você é uma pessoa fanática em Jesus, crente, que é chata e obcecada pela religião cristã, Deus fará com que surja outro rumor, para que as pessoas enxerguem a sua vitória em Cristo. 

Persevere, caminhe para o alvo, sirva a Jesus, ignore os comentários, toque a sua vida plena e tranquila, crendo Naquele que faz tudo novo e alcança pessoas por quem você ora. Honre a Deus, a resposta virá com o tempo e te fará uma mulher imensamente feliz por entender e crer na mensagem da cruz.

 

A paz,

Roberta

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *