A disciplina é boa

 

Minha mãe costuma dizer que é difícil disciplinar filhos. E que um dia, quando eu me tornar mãe, entenderei. Ela diz que mãe não gosta de ser chata, e muito menos dar bronca. Mães costumam ser amorosas, tranquilas, conciliadoras, pacificadoras (nem todas, risos), e quando, por algum motivo, elas ficam muito bravas e nervosas, os filhos chegam a estranhar, não é mesmo?

 

Mas amada, disciplinar é necessário em todas as áreas da nossa vida. Somos disciplinados pelos pais, pelos nossos superiores, pelos nossos patrões, disciplinamos funcionários, disciplinamos até amigos, algumas vezes. E ser disciplinado é algo bom porque eu entendo como uma forma de amor. Se você se preocupa em ensinar e a corrigir, é porque ama e admira aquela determinada pessoa.

 

Na Bíblia, disciplinar é usado como repreender, educar e corrigir. O Senhor ensina e corrigi os Seus filhos, portanto, quando eles fogem do caminho determinado, a repreensão vem. E em algumas vezes, de forma muito doída. Mas volto a dizer que é necessário. Porque Deus enxerga lá na frente, Ele é o Senhor do amanhã. Ele sabe o que aquela indisciplina vai te causar, se ela continuar. Aquele que prefere não corrigir seu filho, demonstra que não o ama (Provérbios 13.24). Mas se uma mãe ou um pai sabe o que é melhor para os filhos, imagine o Deus Todo Poderoso?

 

Amada, talvez Deus tenha te puxado a orelha e você esteja magoada. Talvez Ele te deu um “não” enorme e esclarecedor, talvez Ele tenha permitido uma grande decepção. Mas acredite, ainda que tenha doído, foi necessário. Eu mesma já tive alguns “nãos” de Deus, e mesmo insistindo, Ele não permitiu. Às vezes, aquilo que eu pedia, iria me afastar Dele. Ou quem sabe, atrairia coisas negativas para a minha vida. Creia que as decisões de Jesus são assertivas e colaboram para o nosso bem. Leia Hebreus 12:10, é maravilhoso.

 

E outra coisa, não faça birra, não brigue com Deus, não faça pouco caso do que Ele está te ensinando. Porque não vai adiantar de nada. Você só vai ficar mais brava e triste. Apenas diga: “Está bem Senhor, eu aceito a Sua disciplina. Prefiro que o Senhor me corrija do que eu sofra as decepções do mundo”. Você verá ao agir do Nosso Senhor. Pode ser que no começo seja difícil e a correção ruim, mas não entregue os pontos. Jesus Cristo quer voos mais altos para você e com você. Entregue seu problema de uma vez e não volte a pega-lo!

 

Um beijo na paz do Senhor

Roberta