Sobrancelhas perfeitas: como cuidar da micropigmentação no verão

O verão é, sem dúvida, a estação mais querida entre o povo brasileiro. Além de festas de final de ano e férias, ainda podemos contar com as altas temperaturas para curtir dias de sol, praia e piscinas. Mas, mesmo nesses dias de sossego e diversão, é preciso alguns cuidados especiais com a micropigmentação.

Podendo ser realizada a qualquer época do ano, a micropigmentação no verão requer uma atenção extra quanto aos seus cuidados, assim como outros procedimentos estéticos realizados durante a estação mais quente do ano.

Você, como profissional de micropigmentação, pode realizar o trabalho mais incrível do mundo em sua cliente, mas se não avisá-la dos devidos cuidados diários de pós-procedimento a ela, o seu resultado (e a satisfação da cliente) pode ficar comprometido.

micropigmentação no verão

Evitar lugares quentes, como saunas e tomar banhos de sol

Evitar o sol durante o verão parece impossível, mas não é! O cuidado maior está na exposição direta ao sol, pois, a alta temperatura na pele dilata os poros e aumenta a produção das glândulas sebáceas, deixando a pele mais oleosa e podendo aumentar a chance de expansão do pigmento. Esse cuidado se estende para secadores de cabelo e saunas também.

Não molhar as sobrancelhas

Mar e piscinas são tentadores nos dias quentes, mas é preciso muita atenção, principalmente nas primeiras 48 horas após o procedimento. Explique para sua cliente que é necessário evitar molhar as sobrancelhas durante este período e que toda higienização deverá ser feita com água boricada ou soro fisiológico para não comprometer o resultado da micropigmentação.

Cuidado com o protetor solar

É importante protegermos nossa pele durante o verão, mas para quem realizou um procedimento de micropigmentação nessa estação é proibido passar o produto diretamente nas sobrancelhas. Isso porque um dos principais componentes dos protetores solares é o Zinco, um agente que pode escurecer o pigmento de micropigmentação.

Manter a região hidratada

Como qualquer procedimento que causa lesão na pele, é importante mantê-la hidratada e higienizada. A vaselina é um ótimo hidratante e pode ser usada em conjunto com pomada cicatrizante. O processo de cicatrização determina um bom resultado de micropigmentação, por isso alerte sua cliente para não coçar ou remover as casquinhas que se formarão durante esse período. Isso evita a contaminação por bactérias. 

E aí, anotou as dicas? No nosso curso Intensive Training Class abordamos este e outros assuntos para qualificarmos a sua competência como profissional de micropigmentação em sobrancelhas. Quer saber mais sobre esse curso? Baixe o nosso cronograma aqui

Como atrair mais clientes pelas redes sociais?

Quantas vezes você já usou a sua rede social para comprar um produto ou contratar um serviço? Desde uma olhadinha no perfil da loja para ver se aquela peça estava disponível à recomendação da blogueira/influencer sobre o novo creme para cabelos, estamos sempre online, e as redes sociais fazem parte da nossa jornada de compra.

Fazer propaganda do seu serviço de micropigmentação da forma tradicional, como TV, rádio e revista,  pode sim trazer resultados, mas as redes sociais são capazes além de trazer resultados, de analisar detalhadamente o perfil do seu público-alvo e ter um alcance significativamente maior.

Sendo assim, como estabelecer um relacionamento com esse público e como alcançar novos clientes fazendo uso das redes sociais? É o que iremos te explicar (e mostrar) neste post.

Escolha as redes sociais certas

Hoje, temos diversas opções de redes sociais. Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, Snapchat, para nomear algumas delas. Mas será que você precisa estar em todas? Comece analisando o seu próprio padrão de comportamento: quais são as redes sociais que você mais usa?

Com mais de 63 milhões de usuários no Brasil, o Instagram é o queridinho do momento e vem crescendo ano após ano.Seguido do Facebook, com 130 milhões de usuários brasileiros. Esses são exemplos de duas redes sociais para você começar a sua presença digital, mas a chave de ouro é manter o foco em onde estão suas clientes para garantir um alcance de boa qualidade.

Capriche nas suas imagens

Você tem um técnica incrível, mas se as suas fotos não transmitirem isso, você corre o risco de passar uma imagem equivocada ao seu público. Atualmente, existem vários aplicativos de tratamento de imagem, resultando em uma composição mais harmônica e de qualidade para  sua rede social.

Vale a pena ressaltar também que imagens em baixa resolução e sem um conteúdo de valor são facilmente ignoradas pelas pessoas. Por isso, sempre se pergunte antes de postar: “isso é relevante para o meu público?

Se você não tem muito conhecimento em fotografia, ou deseja aprimorar, preparamos um e-book completo sobre como tirar fotos incríveis com o seu celular, sem termos técnicos que dificultam a leitura, para você arrasar nas suas imagens! É só fazer o download aqui.

Compartilhe Experiências Positivas

Pense em uma pessoa mal humorada, que sempre faz questão de ressaltar o lado negativo das coisas, e que não possui paciência para responder questões simples. Você gostaria de estar ao lado desta pessoa? Pois é, nem o seu público. Procure postar conteúdos que vão agregar algo de bom na vida das pessoas, seja uma técnica nova de micropigmentação que você aprendeu, um elogio de uma cliente ou uma frase motivacional.

As suas redes sociais são a vitrine do seu trabalho, sendo assim, exponha o seu melhor lado para atrair mais clientes. Isso passa a sensação de autoconfiança e simpatia para o seu público se identificar com você.  

Responda de forma rápida e clara (e sempre simpática!)

Ninguém gosta de ser ignorado, especialmente se essa pessoa tem o poder de decisão de compra do seu serviço. Atente-se para reservar um tempo do seu dia para responder todas as perguntas e interagir com o seu público em suas redes sociais.

Um bom atendimento pode ser o fator decisivo da sua cliente optar pelo seu serviço ao do seu concorrente. Por isso, comunique-se sempre de forma educada e profissional, especialmente em situações de críticas negativas ou ofensas.

E aí, está pronta para arrasar nas suas redes sociais? Ah, uma última dica: venha seguir minhas redes sociais para ficar por dentro do universo da micropigmentação e conferir também meus trabalhos no meu Instagram e na minha fanpage no Facebook.

 

Sobrancelhas fio a fio: tudo o que você precisa saber sobre essa técnica de micropigmentação

De alguns anos para cá, as sobrancelhas viraram protagonistas! Celebridades e famosas como Kim Kardashian e Cara Delevigne são algumas das beldades que exibem sobrancelhas volumosas e cheias de personalidade.

A fama das “sobrancelhas de Instagram” também fez muitas mulheres darem mais de atenção (e carinho <3) para esta parte do rosto que é capaz de mudar completamente o nosso visual.

Se você trabalha com design de sobrancelha, com certeza já ouviu falar de micropigmentação.  Mas como é feita? Dói? É definitiva?

Vamos esclarecer tudo que você precisa saber sobre esse procedimento que está movimentando o mercado da beleza, e que pode agregar valor à sua carreira.

O que é micropigmentação?

A micropigmentação é a técnica de simular, por meio de desenho, a textura e formato das sobrancelhas.

Uma das principais razões de uma cliente procurar este serviço é para correção de falhas ou aprimoramento do formato natural dos fios.

Muitas mulheres, na correria cotidiana, optam pela micropgmentação para otimizarem o tempo na hora de se maquiarem.

Por ser um procedimento delicado, resulta em sobrancelhas com aspecto natural e preenchida.

Como ela é realizada?

O principal aparelho da micropigmentação é o dermógrafo.  Equipado com uma pequena agulha na ponta, o dermógrafo é um aparelho de pulsação eletrônica onde a agulha penetra o tecido da pele, depositando o pigmento. Esta é a parte fácil!

Um bom resultado, mais do que o uso de um bom aparelho, dependerá mais do seu desempenho técnico como profissional.

Ter uma bagagem de referências, conceitos bem estruturados e treinamentos em bons cursos são garantias que toda iniciante à micropigmentação deve ter.

Na hora de atender sua cliente, primeiro é feito uma avaliação de visagismo. Depois são demarcados os pontos de simetria das sobrancelhas para um resultado harmônico e expressivo. E, por último, é feito um teste de cor. Só aí então o dermógrafo entra em ação!

sobrancelha fio a fioA micropigmentação é definitiva?

Talvez esse seja um tópico responsável de muitas clientes ficarem com um pé atrás na hora de realizar a micropigmentação.  Por isso é bom esclarecer: micropigmentação não é maquiagem definitiva!  

Trata-se de um procedimento invasivo, sim. Mas como o pigmento não atinge a camada mais profunda da pele, a micropigmentação é um processo semidefinitivo.

Outra diferença entre a maquiagem definitiva e a micropigmentação está no tipo de pigmento usado. A formulação do pigmento de micropigmentação se difere do da tatuagem ou maquiagem definitiva, sendo mais diluído e líquido.

Como me preparar para realizar o procedimento?

Processos de higiene e os materiais corretos são indispensáveis quando falamos de micropigmentação, por ser  um procedimento que “fere” a pele.

Temos um post aqui com um checklist de materiais que toda iniciante deve ter.

Com os devidos pós-cuidados da sua cliente, e também dependendo do tipo de pele, a micropigmentação pode durar de 1 ano e meio a 2 anos.

É importante ressaltar que a cor ficará mais intensa logo após o procedimento. A cicatrização completa ocorre após 30 dias, quando a cliente precisa fazer o retoque.

É difícil fazer sobrancelha fio a fio?

A resposta para essa pergunta dependerá da sua experiência profissional. Claramente, quanto mais você treinar uma técnica, mais bem executada ela ficará.

Realizar um desenho suave, mas com simetria e expressividade, é algo que exige muito estudo de técnica, tipos de pele, colorimetria e material.

Quando bem feita, a micropigmentação fio a fio resulta em sobrancelhas com aspecto reais e volumização na medida correta.

Quem pode trabalhar com micropigmentação?

Essa é uma resposta simples: todas aquelas que desejam alavancar as suas carreiras!

A micropigmentação é um diferencial que você pode agregar aos seus serviços como designer de sobrancelha, e demonstra uma evolução profissional, colocando você à frente da sua concorrência.

Ficou animada para começar a sua carreira de micropigmentadora? Deixe um comentário sobre o assunto que você mais gostaria de ver aqui no blog.

Micropigmentação ou Microblading: qual a diferença?

Muitas pessoas confundem a micropigmentação com microblading, o que é normal, sendo que as duas técnicas possuem o mesmo objetivo: implantar pigmento na pele de forma que aparente no formato de fios. Mas os procedimentos em si são muito diferentes entre uma técnica e outra.

micropigmentação ou microblading

Seja para corrigir falhas ou dar mais expressividade ao olhar ou elevar a autoestima,  a técnica de preenchimento das sobrancelhas vem cada vez mais ganhando espaço em os centros de estéticas e salões. E com uma clientela exigente, as profissionais em design de sobrancelha buscam mais especializações e conhecimento para alavancarem seus negócios.

Mas em qual técnica eu devo me especializar? Vamos explicar tudo para você sobre as principais diferenças entre os dois procedimentos:

Micropigmentação

O instrumento de trabalho é o dermógrafo. Um dispositivo em formato de caneta que contém uma ou mais agulhas. O dermógrafo é um aparelho elétrico, que emite uma vibração, exigindo da profissional um maior controle sobre o instrumento no momento da aplicação do pigmento.

Apesar de ser um processo mais complexo, a micropigmentação é praticamente indolor (já tive clientes que chegaram a dormir durante o procedimento!) e com um tempo de cicatrização muito menor quando comparamos com a técnica de microblading.

Microblading

Já o microblading é uma técnica um pouco mais invasiva. É usado o tebori, um instrumento também em formato de caneta, porém com micro lâminas, que causam uma lesão maior na pele para o depósito do pigmento. Por ser um aparelho 100% manual, é você quem irá dosar a força de entrada do pigmento na pele.

É importante ressaltar que, por conta da incisão provocada pelo tebori ser maior, o corte na pele é feito de forma mais superficial para não provocar maiores danos a pele. Isso faz com que a durabilidade do microblading seja menor (de 6 meses a 1 ano) quando comparamos à micropigmentação (1 ano e meio a 2 anos).

As duas técnicas podem ser complementares, mas para você que está iniciando no universo da micropigmentação, é muito importante ter uma bagagem de conhecimento e técnicas em tipos de pele diferentes. E isso a micropigmentação pode te proporcionar. Já com o microblading, apesar do tebori ser um instrumento menos complexo de se trabalhar, o risco de causar uma lesão irreversível na cliente por uma profissional com pouca experiência é muito maior.  

Se você é uma excelente designer de sobrancelha e deseja aprimorar os seus serviços para suas clientes, um bom curso de micropigmentação é uma oportunidade de você se tornar uma autoridade na sua área por meio de conhecimento. Tenho um ebook, totalmente gratuito, e bem completo com algumas dicas para você se destacar no mercado de micropigmentação. É só acessá-lo aqui

Oferecer um serviço diferenciado às suas clientes coloca você à frente da concorrência. Ter uma ótima especialização pode agregar ainda mais valor ao seu negócio de design de sobrancelhas e te dar a oportunidade de expandir o seu trabalho.

E aí, ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários para podermos bater um papo 🙂

Checklist: materiais essenciais para micropigmentação

O mercado da micropigmentação está em alta entre as brasileiras. Hoje entendemos a importância que o design de sobrancelha exerce na moldura do nosso rosto, e a procura por profissionais qualificados acompanha esse desejo.

materiais micropigmentação

Você sabia que esse segmento movimentou cerca de 250 milhões de reais em 2017? E a estimativa para 2018 é crescimento de 15% em relação ao ano passado, segundo a ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos).

Para uma boa profissional se destacar neste setor, é necessário um conjunto de técnicas bem desenvolvidas, atendimento personalizado e cuidados no momento do procedimento.

Os materiais utilizados não definem a excelência da micropigmentadora, mas com certeza auxiliam para um bom resultado.

Se você deseja iniciar no mundo da micropigmentação, ou começou há pouco tempo e está montando seu kit de materiais para atendimento, este post é para você!

Preparamos um checklist que toda profissional de micropigmentação deve se atentar antes de iniciar sua técnica.

Materiais de apoio e descartáveis de acordo com normas da ANVISA:

  • Uniforme branco
  • Maca, cadeira e mocho auxiliar no atendimento
  • Lençóis de papel (para forrar maca)
  • Máscara
  • Toucas
  • Luvas
  • Papel descartável
  • Sabonete líquido sem perfume
  • Álcool em gel 70%
  • Cotonetes
  • Algodão
  • Soro fisiológico

Materiais necessários para o seu atendimento:

  • Lupa de aumento
  • Pincel/Escova (sempre extras no seu kit)
  • Lápis cirúrgico (dermatográfico)
  • Tesourinha
  • Pinças: reta, diagonal, ponta cega, e curva
  • Navalhete a pilha (aparador de pelos) + pilhas
  • Anestésico tópico
  • Dermógrafo
  • Batoques
  • Agulhas e ponteiras descartáveis extras
  • Pigmentos
  • Caixa descarpack (para jogar agulhas usadas)
  • Espelho

Gostou? Você pode levar esse post com você para qualquer lugar: basta clicar aqui para fazer o download do seu checklist e imprimir para levar sempre com você no seu trabalho.

Queremos ver o seu trabalho nas redes sociais: marque o meu Instagram @robertapeixotoacademy quando usar o seu checklist. 😉

Micropigmentação: 4 mitos que você precisa saber

A micropigmentação é uma técnica que vem ganhando reconhecimento no mercado brasileiro, com alta demanda, porém ainda existem muitas dúvidas em torno desse procedimento.

Se você está iniciando a sua carreira de micropigmentadora e quer conhecer mais sobre esse universo, continue lendo esse post 🙂

4_mitos_micropigmentacao_roberta_peixoto_01
Micropigmentação: 4 mitos que você precisa saber

1) A micropigmentação é definitiva

Como o pigmento atinge uma camada mais superficial da pele, a duração dele é menor – em torno de um ano a um ano e meio.

2) É normal ocorrer sangramento

O sangramento ocorre apenas em peles oleosas, porosas e com a textura mais espessa, e quando ocorre é um sangramento mínimo.

3) É um procedimento doloroso

A pessoa sentirá apenas um leve desconforto, mesmo sem o uso do anestésico. Se o cliente exibir sinais de dor, isso pode significar que você está fazendo muita pressão na sua técnica.

4) Não existem restrições para fazer micropigmentação

A micropigmentação é um processo relativamente superficial e é indicada a todos – com raras exceções. Há casos temporais, ou seja, a pessoa pode realizar o procedimento após sair da fase em que se encontra, como é o caso de clientes que estão em tratamento com Roacutan, infecção local, amamentação e debilidades imunológicas.

Já um outro grupo de pessoas não podem realizar a micropigmentação em nenhuma situação. Este é o cenário de pessoas que tenham verrugas e/ou queloides no local a ser feito o procedimento, e também pessoas com marcapasso.

É importante ressaltar também que pacientes que sofrem de qualquer doença autoimune (como diabetes e HIV) podem sim fazer a micropigmentação, desde que estejam em uma fase controlada da doença.

Ficou mais tranquilo para realizar o seu procedimento? No meu curso Intensive Training Class você aprenderá a técnica que desenvolvi para obter resultados realistas com a micropigmentação de sobrancelhas. Tudo acompanhado de uma apostila feita com muito especialmente para este curso que te servirá de suporte para sua carreira decolar. 

Saiba mais sobre o curso ITC aqui.