Comprometida com a Palavra

comprometida-com-a-palavra

“Eles receberão a bênção do SENHOR e a justiça do Deus de sua salvação”. Salmo 24:5

 

Amada, talvez você já tenha se perguntado como alcançar a salvação e se verdadeiramente o justo alcançará mesmo cometendo erros e pecados diariamente. Uma coisa é receber Jesus Cristo como Senhor e Salvador, a outra, é conhecer a Sua Palavra, se comprometer com Ele e continuar agindo como ímpio. A Palavra nos diz que receberão a benção de Deus e a Sua justiça, “somente os que têm as mãos puras e o coração limpo, que não se entregam aos ídolos e não juram em falso”. Sabemos que a salvação não é por mérito, porque não merecemos nada, mas é preciso sempre pontuar que a salvação promove em nós mudança de vida. Quando optamos em viver Cristo, temos que nos comprometer a uma vida de retidão, segundo a vontade de Deus. Ele ajuda nessa caminhada e as transformações são evidentes. Viver segundo a vontade de Deus não é tarefa fácil, mas possível.

 

Creio que a misericórdia Dele é conosco diariamente. Toda vez que faço algo que não está de acordo com a Palavra, o Espirito Santo me incomoda e me dá a chance de renovo e conserto. Eu não tenho dúvida da minha salvação porque sei que Jesus me fez a promessa e eu a quero muito, assim como desejo que todos sejam salvos. Mas precisamos devolver a Deus o nosso comprometimento, e se não agimos cem por cento corretamente, pelo menos vamos tentar acertar na maioria das vezes.

 

Amada, as boas ações são observadas por Jesus. A honestidade nas mínimas coisas é recompensada. A cumplicidade com os ensinamentos do nosso Pai serve de testemunho para uma vida próspera. Nós todos pecamos, senão por atos, por pensamentos. Mas a chance de melhorarmos é dada desde quando abrimos os olhos pela manhã. Vamos tentar caminhar na retidão, mesmo que isso nos cause um certo desconforto, nos faça abrir mãos de algumas coisas, nos custe até algumas amizades. A vida com Jesus, que nos dá a salvação eterna é para todo aquele que o ama incondicionalmente e crê na verdade do Evangelho.

 

A paz,

Roberta