Ele está no barco

“Jesus estava dormindo na popa do barco com a cabeça numa almofada. Cheios de inquietações, eles O acordaram, bradando: “Mestre, nós estamos quase nos afogando, e o Senhor nem se importa?” (Marcos 4.38.)

O versículo revela o que vivemos quase que diariamente diante dos problemas da vida. Porque todas nós temos, maiores, menores, fáceis de resolver, complicados de encontrar uma solução, mas é fato: adversidades chegam, e questionamos “Jesus, onde você está que não me escuta?”

Quando recebemos Jesus Cristo como o Senhor das nossas vidas, representa algo muito claro: Ele está no barco conosco. Ele não nos abandonou, ao contrário, mais do que nunca Ele está vendo e está no controle! Mas você pode me perguntar: “Roberta, como assim? Ele permite uma situação dessas com qual objetivo?”

Minha querida, há coisas que precisamos passar para sermos fortalecidas espiritualmente. Lembre-se que Deus tem um propósito para cada coisa que acontece na minha e na sua vida e que Ele tem uma promessa clara: jamais permitirá que algo aconteça além das nossas forças e também providenciará livramento. Não sou eu que estou falando, é a Palavra de Deus em 1 Coríntios 10.13.

Dias atrás encontrei uma conhecida que desde a sua adolescência enfrentou grandes lutas. Cresceu em um ambiente tumultuado, trabalha desde os 13 anos para o sustento, perdeu os pais muito cedo, teve um casamento infeliz, não conseguiu ter filhos. Tornou-se um ser humano amargo, uma pessoa que ninguém gosta de ter próxima.  Tentei falar de Jesus várias vezes, mas ela nunca escutou e tornava-se agressiva a cada Palavra da Bíblia. Acabei me afastando pelas circunstâncias da vida. Mas orei por ela, para conhecer verdadeiramente o Senhor.

Qual foi a minha surpresa ao encontrá-la recentemente e saber que ela frequenta uma igreja, está conhecendo a Palavra. E pude constatar que até o seu semblante mudou radicalmente. Está serena, mudada, aceita o passado como experiência e dá graças em viver o presente com Jesus. Que alegria encontrar uma pessoa transformada pelo poder de Deus!

Hoje, reconhece que o nosso Redentor sempre esteve com ela no barco, enfrentando o mar revolto.  E que diante dos problemas temos que fazer como os discípulos: pedir ajuda a Jesus! Eles foram até Ele e o acordaram. Jesus levantou-se e acalmou a tempestade.

Precisamos exercer a fé nos dias ruins. Todos nós temos dias, meses, anos difíceis. Mas eles acabam. Não desanime, no momento mais crucial você verá o milagre que Deus fará.

A paz,

Roberta