Interceda, nunca desista daquela pessoa!

 

Amada, você tem alguém da sua família que não conhece Jesus e o Seu plano eterno de salvação? Pois eu tenho. Desde a minha conversão, meus pais já se tornaram cristãos genuínos. Inclusive foi através da minha mãe que conheci a Deus verdadeiramente e optei em segui-Lo mais e mais para me transformar numa adoradora. Porém, há pessoas da minha família que ainda não se converteram. Mas é preciso acreditar nessa promessa (Atos 16:31), que além de mim, a minha casa e todos que fazem parte dela serão salvos. Porque Deus tem um plano muito especial para a nossa família e a importância da intercessão é enorme, poderosa e importante.

 

Você pode estar se perguntando como podemos crer nisso, quando aquele determinado familiar não dá a mínima para Jesus. Ou pior, ele debocha, discrimina cristãos, não leva a sério o evangelho, questiona a Bíblia e fala tantas coisas que nos afronta! Eu já vivi isso na pele e posso garantir que é muito triste. Pois então, a condição para que essa promessa se cumpra se baseia naquela palavrinha pequena, porém de uma relevância extraordinária: Fé.

 

A partir da sua fé, Deus irá te dar as armas corretas para conquistar a sua família para Jesus. Se você desanimar e entregar para o mundo aquele pai, mãe, filho ou irmão que não reconhecem a soberania de Deus, o diabo vai adorar. Vai comemorar porque poderá fazer o que bem entender naquela vida. Então, prepare-se para lutar, adorar, louvar, crer, entregar, interceder e declarar que mais cedo ou mais tarde, aquele familiar estará rendido aos pés de Jesus.

 

Amada não abra mão da sua família, mesmo que aos olhos dos homens aquele membro é praticamente impossível à conversão. Meu pai demorou mais para se entregar a Deus. Ele não queria saber, não se entregava, teve dias que as lagrimas eram as minhas companheiras. Eu queria tanto vê-lo na igreja, louvando, crendo num Deus todo poderoso. Então, não insisti, não comentava, não reclamava, apenas intercedia. Foi essa a estratégia que Deus me deu e que o meu pastor me aconselhou. E um dia, inexplicavelmente, aconteceu. Foi um lindo mover! Meu pai tornou-se um cristão autêntico, puro, verdadeiro, crendo na Palavra e melhor, orando, se abastecendo, dando exemplos, estudando, se nutrindo. Hoje, falamos de Jesus e de como Ele operou em nossas vidas. Meu pai é exemplo de homem cristão e de fé. E meu coração transborda de alegria!

 

Eu continuo a orar por pessoas que amo, familiares que não se renderam a Cristo. Eu sei que Ele irá me atender, não importa o tempo. Isso amada, é com Ele, que tem o tempo certo para todas as coisas. Então, por enquanto, interceda todos os dias. Entregue a pessoa a Deus e deixe Ele fazer a grande obra, como fez no meu pai. E tenha sempre esse versículo no coração: “Eu e a minha casa serviremos ao Senhor”. (Js. 24:15)

A paz, Roberta

Salvar