Não seja incrédula!

nao-seja-incredula

“Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam”. (Hebreus 11:6)

 

Amada, você já deve ter experimentado momentos em que se viu decepcionada com Deus. Mas creia, que Jesus sente-se muito triste com a nossa incredulidade. Para Ele deve ser ruim saber que um filho o julga incapaz de suprir as necessidades, de responder as orações, de agir a seu favor. Acredite, mesmo que não entendamos seus caminhos e as direções que Ele toma e as pessoas que Ele usa, ainda assim, devemos confiar plenamente.

 

Você sabia que há situações difíceis que Jesus permite que enfrentemos? Sim, há problemas que batem à nossa porta para nos testar. Mas Deus teria prazer na nossa dificuldade? Claro que não! Mas através dessa situação é que Deus irá trabalhar a nosso favor, ou para nos disciplinar, ou para que a Sua glória se manifeste. Há dissabores que precisamos encarar para aprender alguma lição. 

 

Observe uma criança teimosa. Você avisa 500 vezes para ela não subir naquele banquinho. Ela desobedece as 500 vezes. Você larga o que está fazendo e corre para segurá-la para não cair a cada vez que ela fica em pé, se equilibrando. Agora imagine você deixá-la cair? Ela irá chorar, espernear, mas não se esquecerá do tombo. E certamente não subirá mais naquele banquinho. Amada, na vida acontece a mesma coisa. Enquanto não temos um freio de Deus e com uma lição dolorosa, certamente seguiremos cometendo o mesmo erro e as consequências serão drásticas.

 

Por isso, diante de uma situação ruim, não se desespere. Vá diante daquele que pode verdadeiramente te ajudar, Jesus Cristo. E pergunte a Ele o que é preciso aprender que você não saiba, qual lição Ele quer te dar, o que é necessário fazer e como toda aquela situação doída pode se transformar em benção? Sim, existe solução para tudo, mas a resposta certa vem do Pai. Que na semana possamos exercer a nossa fé diante das adversidades da vida. Elas chegam, mas também se vão. Precisamos compreender, confiar e enxergar o agir do nosso Deus. Ele sempre presenteia com o que há de melhor.

 

Roberta