Olhe para o alto

“Portanto, sejam fortes e corajosos, todos vocês que põem sua esperança no SENHOR!” Salmo 31:24

 

Todas as vezes em que a tristeza invade o meu coração, eu paro, penso e pergunto: “Roberta, onde está a sua esperança?”. Aí, como sei que a minha esperança vem do alto e que Deus nunca me deixou na mão, acalmo e sigo com a minha vida, crendo que o Senhor Jesus já está entrando com providências. Lembro-me de quando comecei meu primeiro espaço profissional, éramos eu e a minha mãe lutando para ter as coisas, num espaço pequeno que formamos com a ajuda da família, do meu pai e avós. Lembro-me das dificuldades financeiras num período complicado. Recordo-me das noites em que mal dormíamos e do cansaço por trabalhar 12 horas por dia. Mas acima de tudo, lembro-me dos joelhos dobrados, das vigílias de oração, dos propósitos que eu e a minha mãe fazíamos e dos milagres financeiros que Deus colocava nas nossas mãos, sim, eram milagres verdadeiros, coisas inexplicáveis e sobrenaturais. Amada, Deus nunca me deixou na mão. Eu poderia escrever muitas linhas para relatar a bondade Dele com a minha vida e com a da minha mãe num tempo de sacrifícios enormes.

 

Há quem coloque a esperança na conta bancária, quem coloca a esperança em uma pessoa como se ela fosse a solução da sua vida. Conheço pessoas que são tão arrogantes e donas da verdade absoluta, tão confiantes nelas próprias, que em algum momento irão precisar do agir de Deus e reconhecer a Sua soberania. Mas algumas, nem assim, e passarão a vida infelizes mesmo com todo o dinheiro do mundo. 

 

Aquele que põe a sua esperança em Deus não é frustrado. Pode passar por dificuldades e tormentas, sempre é fortalecido e encorajado. Lutas todos nós teremos. A vida não passa a mão na cabeça de ninguém. Mas acredite, seja qual for a situação, coloque a sua esperança no Senhor. Não olhe para as circunstâncias, mas olhe para o Leão da Tribo de Judá, para o Príncipe da paz. Ele é o nosso redentor e consumador da fé. Aleluia!

 

A paz, 

Roberta